quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Crise.

Há uma crise de conteúdo na minha cabeça. As ideias fantásticas já não trabalham como antes, a imaginação anda em greve, os sonhos se amotinaram. Ofereço condições de trabalho melhores, consumo livros, filmes e musicas em quantidade significativa, não esqueço de dar o descanso necessário para os operários, mesmo assim eles não cooperam.
Ameaçam-me com o branco, não sei o que os insatisfaz. As palavras não fluem, as situações não se constroem, não consigo enxergar os cenários, personagens, heróis e vilões. O conteúdo dissertativo também não da sinal de vida, as apologias não se concretizam, perde-se o significado da nomeação. Não há porque escrever sobre o que sinto se já não sinto nada de anormal, os sentimentos perderam a vontade de aflorar, já não pipocam os hormônios e os neurônios não se enchem mais de incertezas. A fábrica do pensar está decaindo, e logo mais não conseguirá atingir a cota necessária para arcar com o entretenimento exigido pelos consumidores.
Férias já foram tiradas e terminadas, mas me parece que os operários ainda não deixaram o ócio de lado, só me resta esperar até eles ficarem satisfeitos com as condições favorecidas e voltem de novo a ativa... Até lá, sinto que o domínio será dos selos.

------------------------

E se você se me acusar com o texto acima, lhe digo que precisei de nada menos que 40 minutos para o escrever, foi um esforço relativamente grande tendo em vista o tempo que eu demorava pra escrever os outros.

Música: In The End - Rush [Alex Lifeson, Geddy Lee]

2 comentários:

  1. "E se você se me acusar com o texto acima, lhe digo que precisei de nada menos que 40 minutos para o escrever, foi um esforço relativamente grande tendo em vista o tempo que eu demorava pra escrever os outros."

    Era exatamente oq eu ia fazer ¬¬

    ResponderExcluir
  2. tem indicação de meme lá no blog.

    "melhoras" XD

    www.blog-epilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir